Home » » TALKSEXI COM FERNANDA LIZARDO

TALKSEXI COM FERNANDA LIZARDO

AppId is over the quota
AppId is over the quota
type='html'>
SeximaginariuM entrevistou Fernanda Lizardo, a escritora que transformou o Blogue Sexto Sexo em livro. Essa mineiro-paraense-carioca, apesar de manter um sexiblog no ar durante oito anos (2001 – 2009), que chegou a ter 13 mil visitas num único dia, confessa que não da à mínima para a blogosfera, pelo menos para os sexiblogs. Neste TalksexI Fernanda foi muito mais mineirinha do que carioca – Não revelou nadinha do seu lado Cooper, a menina que “mesmo quando não está pensando em sexo está pensando em sexo”.

Leo: Você é jornalista, gata, blogueira, autora do Sexto Sexo e o que mais...
Fernanda: É melhor fazer perguntas diretas, porque não sou muito inserida no mundo dos blogues.
Leo: Você tinha um blog www.cooper.blig.com.br, depois Sexto Sexo, que contava as peripecias sexuais de uma mocinha que só pensava em sexo - a Cooper.
Fernanda: Isso... Durou de 2001 a 2009. O blogue só focou no sexo quando “fechei” com o provedor IG. Em geral, era muito mais sobre a necessidade de poder da personagem do que as peripécias sexuais. Os textos dos primeiros anos pouco tinham de sexo.
Leo: Você com essa cara de "boa menina" resolveu enveredar pelo mundo do sexo. Em que momento isso aconteceu?
Fernanda: Foi natural, não sei te dizer... Eu simplesmente escrevia os textos, sem me preocupar muito com quem lia.
Leo: E as historias ou estorias "vinham" de onde?
Fernanda: De observação, experiências, intuição e imaginação.
Leo: Cooper é alterego?
Fernanda: De certa forma sim. Eu diria que é parte de mim.
Leo: É o seu lado B?
Fernanda: Um dos lados, porque ninguém tem só dois lados. Somos uma pessoa no trabalho, outra com os pais, outra com os amigos... Por mais que você guarde essências de personalidade, você se adequa ao ambiente e às pessoas.
Leo: E o livro Sexto Sexo?
Fernanda: É um romance montado a partir dos textos reunidos em 8 anos de blogue. Foca um pouco no sexo porque é isso que a editora e o público queriam. Mas discute outras coisas, como o que leva alguém a felicidade, desvios de conduta e necessidade de controle sobre tudo.
Leo: O que Você acha desse "mundinho" dos Sexiblogues?
Fernanda: Não acompanho.
Leo: Você nao acompanha por falta de interesse ou porque acha isso tudo uma merda?
Fernanda: Falta de interesse.

Leo: Entao o tema sexo na verdade é um acidente de percurso!
Fernanda: Mais ou menos... Sexo tem um foco grande na minha vida. Quando fiz o blogue não pensei "vou criar um blogue que fale de sexo". O endereço inicial do meu era www.cooper.blig.com.br nem o nome dava pistas.
Leo: Cooper é uma criação sua. Como a criadora define a critura?
Fernanda: A criatura é egocêntrica, impaciente e muito pouco preocupada com o mundo. Ela é mais vilã do que heroína.
Leo: Como Cooper definiria a Fernanda?
Fernanda: Uma bobona que deveria ser bem menos emotiva e tolerante.
Leo: Pra terminar uma bate bola - Uma fantasia?
Fernanda: Sexo em uma casa em ruínas
Leo: Uma boa transa é...
Fernanda: Aquela em que há química entre o casa.l
Leo: Uma transa ruim é...
Fernanda: Com o sujeito que se acha o máximo na cama. Porque geralmente ele nunca o é.
Leo: O que te broxa num homem?
Fernanda: Um sujeito grosseiro me broxa.
Leo: O lugar mais esquisito que já transou?
Fernanda: Nunca transei em lugares que as pessoas considerariam estranhos.
Leo: Sexo tem limites?
Fernanda: Não há limites, sempre há algo a se descobrir.
 
Support : Copyright © 2015. big tits butts - All Rights Reserved